Você é uma pessoa perfeccionista?

Em uma entrevista de emprego, quando o entrevistador questiona: “Qual o seu maior defeito?”, muitos candidatos dão aquela famosa resposta: “Ah, eu sou perfeccionista!”, por acharem que isso pode ser um ponto positivo.

Ser perfeccionista tem, sim, o seu lado positivo, mas acredite: por muitas vezes, os pontos negativos dessa característica falam mais alto pois o indivíduo nunca se sente satisfeito com o resultado de tudo o que faz.

Você é perfeccionista?

Por acaso, você faz e refaz diversas vezes algumas coisas para se sentir seguro, ou demora a gostar de algo que já tenha produzido? Se sim, cuidado!

O perfeccionismo pode estar afetando a sua vida! O ato de querer alcançar a perfeição não é simplesmente uma característica ou um traço de personalidade, mas sim um padrão de comportamento que o inconsciente desenvolve desde muito cedo.

Todos sabemos que a perfeição não existe, pois por mais que cheguemos a um resultado satisfatório, sempre iremos achar que algo poderia ser melhor, o que nos leva à frustração. Pessoas perfeccionistas são exigentes demais e muito críticas consigo mesmas.

E além de cobrarem muito de si, também possuem a dificuldade de achar suficiente o que as outras pessoas fazem.

Quais os pontos positivos e negativos?

Tábua de tiro ao alvo e sobre ela quatro flechas nas cores verde e vermelho.
Imagem de 41330 por Pixabay

O maior ponto positivo do perfeccionista, é a grande dedicação e empenho em tudo o que faz: ele jamais fará algo de qualquer jeito! Geralmente, não há equilíbrio entre os pontos positivos ou negativos, mas quando consegue-se equilibra-los, as pessoas que buscam a perfeição podem ser incrivelmente motivadoras dando o seu máximo e incentivando todos ao seu redor.

Olhando por outro lado, os pontos negativos possuem grande peso e podem afetar até a autoestima de uma pessoa:

  • Perfeccionistas estão sempre em busca da perfeição em tudo: na vida e nas pessoas. O seu grau de exigência é altíssimo!
  • A sua competitividade foge do nível saudável, por precisam ser sempre os melhores;
  • Possuem grande dificuldade de receber críticas, não assumem falhas com facilidade e sempre têm uma justificativa para qualquer coisa;
  • São mais individualistas e têm dificuldade para trabalhar em equipe, pois sempre acham que os outros não serão bons o suficiente;
  • Procrastinam demais por se sentirem inseguros diante de tarefas, o que é resultado do medo de não atingirem a perfeição;
  • Se atrasam demais pelo seu alto nível de exigência, o que os leva a sempre fazer e refazer uma tarefa;
  • Por sentirem medo de falhar, acabam permanecendo por muitas das vezes, na sua zona de conforto.

A decepção é praticamente o resultado da busca pela perfeição, pois ela é uma ilusão! Você pode atingir os seus objetivos simplesmente dando o seu melhor, mas isso não significa que você precisa ser o melhor. Que tal em vez de buscar a perfeição, você buscar a excelência? Na busca pela excelência, você encontrará os seus pontos mais fortes e o que existe de melhor dentro de você. Fuja das frustrações e não busque motivos para se diminuir: você com certeza é muito bom em tudo o que faz!

Leave a Comment