Vai começar a praticar exercícios? Evite esses erros

A ciência já comprovou que os benefícios das atividades físicas para a saúde são inúmeros. Quando realizados com frequência, eles são capazes de previnir uma série de problemas, como diabetes, osteoporose, alguns tipos de câncer, doenças cardiovasculares e até depressão.

Porém, se uma pessoa começar a praticar de forma abrupta ou da maneira incorreta, os exercícios podem ter o efeito contrário e acabar trazendo alguns problemas.

Isso acontece, por exemplo, quando uma pessoa sedentária começa a frequentar a academia sem metas bem estabelecidas e, ainda pior, quando exagera na prática da modalidade escolhida para tentar alcançar resultados rápidos.

Esses e outros erros podem acabar causando uma lesão, por exemplo, o que prejudica o desempenho e os resultado.

Veja abaixo os erros que devem ser evitados ao começar a praticar exercícios:

1) Tenha um objetivo

Seja emagrecer, tornear a musculatura ou ganhar mais resistência, é importante ter um objetivo quando se inicia a prática de uma atividade física. “Se isso não for traçado, é provável que a pessoa tenha insucesso”, diz Luiz Acácia Branco, educador físico do Hospital Israelita Albert Einstein. Além disso, também é possível que a pessoa abandone o treino, porque a falta de adesão ao exercício em geral ocorre quando não se tem uma meta.

2) Metas alcançáveis

Por outro lado, é importante ter em mente que estabelecer objetivos inatingíveis também não é uma boa. Querer perder 5 kg em uma semana, por exemplo. “A pessoa não consegue alcançar esse objetivo e se frustra”, explica Luiz Acácio. Para quem deseja perder peso de um jeito saudável, além da atividade física orientada, é preciso mudar os hábitos alimentares sob supervisão de um nutricionista.

3) Visite seu médico

Começar a se exercitar sem saber verificar como anda o estado de saúde pode colocar a vida em risco. Isso vale até para os aplicativos que já vêm com treinos prontos. Muitas vezes, pode haver uma doença silenciosa, como hipertensão, ou mesmo diabetes. Por isso, o melhor profissional para encaminhar alguém para a prática de exercício é o médico. “O educador físico vai prescrever a atividade”, explica Luiz Acácio.

comecar exercicios

Vá no seu tempo

4) Passo a passo

Ao iniciar a prática de uma atividade física, é importante começar pegando leve, com séries mais fáceis. Em seguida, com a evolução do aluno, os exercícios devem ir aumentando e ficando mais difíceis progressivamente. Ou seja, é um erro grave, por exemplo, iniciar a musculação levantando muito peso. Desse modo, o resultado não vai chegar rápido. Além disso, pode resultar em lesões e em problemas cardíacos. “Começar a correr 10 km de uma hora para outra contribui para a ocorrência de uma lesão muscular ou ortopédica”, exemplifica Noel Oizerovici Foni, também do Einstein.

5) Devagar e sempre

Quem está acima do peso também deve começar devagar devido à sobrecarga nas articulações. Para esses casos, a caminhada é uma ótima opção. Assim, é possível ganhar condicionamento cardiovascular e iniciar o processo de emagrecimento.

6) Lembre-se de aquecer antes de começar seus exercícios

“Antes de qualquer exercício, é preciso aquecer o corpo, aumentar a frequência cardíaca para preparar o corpo”, diz Luiz Acácio. Isso faz com que as fibras musculares fiquem mais flexíveis, prevenindo lesões. Para isso, cinco minutos de caminhada moderada na esteira são suficientes.

Antes de qualquer exercício, é preciso aquecer o corpo, aumentar a frequência cardíaca para preparar o corpo.

7) Equilíbrio muscular

Temos no nosso corpo os músculos chamados agonistas e os antagonistas. Eles têm de trabalhar em equilíbrio. Em outras palavras, se for malhar o bíceps, um músculo agonista, tem de levantar peso também para o tríceps, um músculo antagonista. “Se um deles fica mais forte do que o outro, a pessoa perde a capacidade de sustentação do braço”, explica o educador físico. Por isso, fica o conselho: nada de trabalhar só um grupo muscular, como, infelizmente, muita gente faz.

8) Respeite os intervalos entre as séries

As pausas entre os exercícios são necessárias para liberar hormônios como GH, que é responsável pelo crescimento dos tecidos do organismo. “Sem o intervalo a hipertrofia não vai acontecer”, explica o ortopedista Noel Oizerovici Foni.

9) Faça atividades complementares

Você corre? Alterne os treinos na esteira ou na rua com sessões de musculação. Trata-se de uma forma de fortalecer os músculos, sobretudo os mais usados na modalidade – nesse caso, os membros inferiores. Isso ajuda a prevenir lesões que podem advir da corrida. O combo vale para outras atividades também.

Leave a Comment