Três formas de purificar o ar da sua casa, que pode estar a envenená-lo

Os contaminantes microscópicos estão por toda parte, e não necessita de sair de casa para que estas substâncias prejudiquem gravemente a sua saúde. De acordo a Agência de Proteção Ambiental dos Estados Unidos, a poluição interna costuma ser duas a cinco vezes maior que a externa.

“O ar interno contém todo o tipo de poluentes que temos no exterior, além daqueles adicionados dentro de um imóvel, como os gerados ao se cozinhar e os gases dos produtos de limpeza e materiais de construção”, explica Matthew Johnson, cientista-chefe da Airlabs, uma empresa especializada em filtragem de ar que atua em diversos países.

Felizmente, há medidas que pode tomar para melhorar a qualidade do ar dentro da sua casa. Conheça as principais dicas dos especialistas entrevistados pela BBC a seguir.

1. Melhorar a ventilação

A falta de ventilação permite que os contaminantes permaneçam no ar. R. Suresh, do Instituto de Energia e Recursos, na Índia, explica que é por isso que temos de permitir que o ar fresco entre em casa.

“Abra as janelas e portas pelo menos duas ou três vezes por dia, a menos que tenha alergias ou more em locais com temperaturas extremas”, diz.

Nesse caso, pode manter o interior ventilado com um sistema de ar condicionado filtrado.

Quando cozinhamos ou tomamos banho, é bom ligar um exaustor, se tiver um, para ajudar a remover os contaminantes e reduzir a humidade.

2. Tenha plantas em casa

Não pode comprar filtros de ar caros? Espalhe plantas nas áreas internas da sua casa.

Algumas podem ajudar a eliminar toxinas do ar e são consideradas “uma solução promissora e económica para a poluição interna”, diz R. Suresh.

Entre as plantas para áreas internas mais populares, estão a areca-bambu, jiboia, bambus, samambaias e palmeiras.

3. Proíba o fumo

Fumar por si só é um risco para a saúde. Em locais fechados, deve ser totalmente evitado.

A acumulação de fumo pode causar um sério impacto na qualidade do ar interno, especialmente em áreas pouco ventiladas.

A exposição ao fumo de maneira passiva pode causar doenças graves. Bebés expostos ao fumo do tabaco em casa têm um risco maior de sofrer síndrome da morte súbita.

Leave a Comment