Sistema Nervoso – Definição, divisões, principais funções e órgãos

O corpo humano funciona como uma máquina que possui diversos sistemas que trabalham em conjunto. Os sistemas são constituídos por variações e funções específicas, responsáveis pela manutenção correta do corpo. Um dos principais sistemas, encarregado de receber e processar as respostas de outros sistemas, é o sistema nervoso.

Dessa forma, é somente por conta do sistema nervoso que os estímulos que recebemos podem ser decodificados e transformados em ações. Assim, o sistema é dividido de duas formas. Dentre as divisões está o sistema nervoso central e o sistema nervoso periférico.

Visto isso, o sistema central é caracterizado pela presença do encéfalo e da medula espinhal. Enquanto isso, o sistema periférico é formado por nervos, gânglios e terminações nervosas. Além disso, as células que compõem essa parte do corpo são denominadas neurônios e células glia.

Portanto, o neurônio é a parte encarregada de transmitir os impulsos que o corpo recebe. Nesse sentido, podem ser classificados de duas formas. Ou seja, podem ser axônios e dendritos. A partir disso, ou seja, da função que desempenham, os neurônios podem ser sensitivos ou aferente, e motores ou eferentes.

Sistema nervoso central

Assim como em um computador, o corpo humano possui uma parte que recebe as informações que serão processadas. Após o processamento das informações, ou seja, dos estímulos, o corpo interpreta e passa os comandos às partes do corpo. Assim, as partes responsáveis por essa função no sistema nervoso central são a medula espinhal e o encéfalo.

Sistema Nervoso - Definição, divisões, principais funções e órgãos
Divisão do sistema nervoso. Fonte: Brainly

Além disso, a parte central do corpo, é protegida por ossos e pelas membranas, ou seja, pelas camadas finas de tecido. Para se ter um exemplo, a proteção do encéfalo é denominada de caixa craniana. Já a medula espinhal é protegida pelo o que chamamos de coluna vertebral.

Visto isso, o encéfalo e a membrana ainda são envolvidos por um tipo de membrana denominada de meninges. Assim, é a membrana responsável por revestir a parte central do corpo, além de ser dividida em três tipos:

  • Dura-máter: membrana mais externa e também a mais fibrosa.
  • Aracnoide: localizada entre a dura-máter e a pia-máter.
  • Pia-máter: mais interna e altamente vascularizada.

Medula espinhal

A medula espinhal está localizada no interior na coluna vertebral. Assim, é formada por uma sustância de cor cinza, no formato da letra H. Além disso, a parte estrutural da medula espinhal tem o formato de um cilindro e se refere aos atos involuntários  e rápidos que o corpo tem.

Sistema Nervoso - Definição, divisões, principais funções e órgãos
Medula espinhal. Fonte: OPAS

Ou seja, denominados de ato reflexo, a medula espinhal é responsável por avisar quando a situação não é confortável ao corpo. Um exemplo disso é quando encostamos a mão em alguma superfície quente e, rapidamente, temos o estímulo de retirar.

Portanto, o ato reflexo é uma ação da medula espinhal constituído por dois neurônios. São eles: um neurônio aferente – que conduz um impulso nervoso, e um eferente – que tira e transporta de dentro para fora.

Encéfalo

O encéfalo é uma estrutura composta por diversas parte que desempenham funções diferentes. Além disso, se localiza dentro da caixa craniana. As partes presentes no encéfalo são denominadas de estruturas encefálicas.

Sistema Nervoso - Definição, divisões, principais funções e órgãos
Encéfalo e as partes que o compõem. Fonte: Quero Bolsa

Confira:

  • Tronco Encefálico – fica localizado dentro do encéfalo. Sua principal função é conduzir os impulsos nervosos recebidos do cérebro para a medula espinhal e, assim, vice-versa. Além disso, é formado pelo mesencéfalo, ponte e bulbo.
  • Cerebelo – responsável pela coordenação dos movimentos corporais e, consequentemente, pelo equilíbrio do corpo.
  • Diencéfalo – localizado na parte mais inferir do cérebro, é formado pelo tálamo, hipotálamo e epitálamo. Além disso, é no epitálamo que está localizada a glândula pineal – responsável pela produção serotonina e melatonina.
  • Cérebro – responsável pelas funções essenciais do corpo corpo como as atividades motoras, memória, inteligência, emoção e razão. Além disso, é dividido em dua partes, sendo os hemisférios esquerdo e direito.

Sistema nervoso periférico

O sistema nervoso periférico é o responsável pelo transporte das informações que são recebidas pelos órgãos sensoriais. A partir disso, os órgãos sensoriais levam as informações ao sistema sistema, responsável por transportar a informação para os músculos, glândulas e as células endócrinas.

Assim, esse processo de leva e traz de informação pode ser dividido levando em consideração dois neurônios, os aferentes e os eferentes. Assim, os neurônios aferentes são aqueles responsáveis por levar a informação até outros sistemas. Já os eferentes são aqueles que levam a informação após o processamento que ocorre no sistema nervoso central.

Além disso, o sistema nervoso periférico é constituído por nervos, gânglios e as terminações nervosas.

  • Nervos – caracterizados como fibras nervosas reunidas em feixes. Quando projetados fora da medula óssea, formam o encéfalo.
  • Gânglios – neurônios acumulados localizadas fora do sistema nervoso central.

Sistema nervoso autônomo

O sistema nervoso autônomo faz parte do sistema periférico. Logo, é responsável pelas atividades involuntárias que ocorrem no corpo. Como exemplo temos o sistema digestivo, o respiratório, endócrino e o cardiovascular.

Sistema Nervoso - Definição, divisões, principais funções e órgãos
Os sistemas nervoso parassimpático e simpático são coletivamente conhecidos como sistema nervoso autônomo. Fonte: Annphoto

Visto isso, é um sistema formado por duas divisões classificadas como simpática e parassimpáticas, responsáveis pelas ações denominadas de antagônicas.

Ou seja, como exemplo tempo os batimentos do coração em momentos de adrenalina, na divisão simpática. Já a divisão parassimpática está relacionada ao relaxamento que o corpo sente após momentos de estresse.

Leave a Comment