Revolução Americana – História, razões, desdobramentos e consequências

Os Estados Unidos era divido em colônias, sendo as Treze Colônias da América do Norte. Sendo assim, a Revolução Americana – também conhecida como Independência dos Estados Unidos – foi declarada no dia 4 de julho de 1776. Dessa forma, a revolução trouxe para os EUA o sistema republicano e federalista, tornando os estados uma nação independente.

Em síntese, a Revolução Americana levava em consideração os interesses das classes altas dos EUA, sendo assim realizada pela elite colonial. Porém, foi uma revolução baseada nos ideais do iluminismo. Dessa forma, a independência dos EUA também serviu para que outros países entrassem em movimentos semelhantes.

Nesse sentido, a Revolução Americana ocorreu justamente pelo descontentamento das colônias em relação à metrópole. Isso porque, as colônias possuíam um sistema de organização próprio. Além disso, foram se tornando independentes, o que gerou incômodo quando a metrópole tentou exercer maior poder sobre a colônia.

Contexto histórico da Revolução Americana

Diferente do processo de colonização dos espanhóis e portugueses, em que as colônias eram dominadas pelas metrópoles, no norte da América foi um pouco diferente. Isso porque, as Treze Colônias Americanas possuíam autonomia. Assim, quando a metrópole tentou exercer maior poder sobre as colônias, reduzindo a autonomia conquistada, o movimento gerou insatisfação.

Em síntese, toda a tentativa de exercer maior poder sobre as colônias veio do endividamento da Inglaterra após a Guerra dos Setes Anos (1756-1763). Apesar da Inglaterra ter vencido os franceses na disputa, os danos causados pelos conflitos foram avassaladores. Em seguida, as dívidas arrecadas durante a guerra, obrigatoriamente, levou a Inglaterra encontrar um mecanismo par reerguer a economia.

Revolução Americana - História, motivos, desdobramentos e consequência
O espírito de ’76, por Archibald Willard, pintado no século XIX, Revolução Americana. Fonte: Wikipedia

Desse modo, passaram a cobrar mais impostos das colônias, além de arquitetarem meios para tornas as colônias mais independentes da metrópole. Assim, todo o processo impulsionado pela Revolução Industrial, coloca as colônias da América do Norte em desvantagem econômica.

Por consequência, a Inglaterra começou a criar diversas leis consideradas impopulares na América do Norte. Assim, leis como a Lei do Selo – considerava que toda encomenda só seria válida com o selo inglês – e a Lei do Chá geraram descontentamento das colônias.

Leis Intoleráveis

A Lei do Chá foi o estopim para que as revoltas contra a metrópole inglese se inciassem. Assim, a lei determinava o monopólio do chá que era vendido na América para a Companhia das Índias Orientais. Nesse sentido, as decisões da metrópole não agradaram as colônias, ocasionando na revolta que ficou conhecida como Festa do Chá de Boston.

Sendo assim, as chamadas Leis Intoleráveis foram criadas em decorrência da revolta dos colonos. Em seguida, a elite colonial se reuniu no Primeiro Congresso Continental da Filadélfia. Assim, a reunião resultou num documento escrito para o rei inglês Jorge III. Assim, o documento expressava toda a indignação das leis impostas. Entretanto, a medida causou revolta na metrópole que aumentou o número de soldados nas colônias.

Consequências da Revolução Americana

Após a reunião do primeiro congresso, uma nova conversa foi realizada no Segundo Congresso Continental da Filadélfia. Dessa forma, foi posto que a colônia não aceitaria mais as ordens vindas da metrópole, pois o desrespeito estava tomando níveis alarmantes. Assim, no dia 4 de julho de 1776, foi redigida a declaração de independência.

Revolução Americana - História, motivos, desdobramentos e consequência

Entretanto, o acordo não agradou a metrópole. Em seguida, o processo de independência das colônias resultou no conflito entre a Inglaterra. Assim, a guerra contra os EUA perdurou até 1781, tendo a cidade de Yorktown como campo de batalha.

Por fim, a Inglaterra assinou o Tratado de Paris, em 1783. Dessa forma, no tratado, os ingleses concordaram com a independência das colônias norte americanas. A partir disso, as Treze Colônias se tornaram os Estados Unidos da America, adotando um sistema federalista, republicano e autônomo.

Leave a Comment