Quando o Toyota Supra recebe o dobro dos cilindros é este o resultado

  • Home
  • Motor
  • Quando o Toyota Supra recebe o dobro dos cilindros é este o resultado

Com o lançamento do novo Toyota Supra a dividir opiniões, vamos recuar um pouco no tempo e recordar um dos Supra mais extravagantes de sempre, o Supra V12 Twin Turbo concebido pela Top Secret.

A Top Secret é uma empresa japonesa, conhecida por apresentar automóveis completamente loucos. Foi fundada por Kazuhiko “Smokey” Nagata, em Chiba, no Japão. Smoky começou a trabalhar como mecânico num concessionário Toyota, até se ter mudado para a Trust, onde começou a desenvolver material para alta competição. É conhecido também por ter pertencido ao Mid Night Club. Os seus automóveis são conhecidos pela sua pintura dourada, no entanto, somente aqueles que Nagata entende que são o seu melhor trabalho recebem essa cor.

No Tokyo Auto Salon de 2007, a Top Secret apresentou um Supra bastante especial, que tinha iniciado o seu desenvolvimento precisamente um ano antes. A ideia foi instalar o motor V12 1GZ-FE de 5,0 litros e 48 válvulas com sistema VVT-i, extraído de um Toyota Century, num Supra JZA80, isto porque nesta altura as marcas de automóveis japonesas não tinham nenhum modelo aliciante para alterações, desse modo, Nagata decidiu criar algo totalmente diferente com um automóvel antigo. Este projecto recebeu o código TS8012V.

O comprimento do motor V12 não seria o problema, pois tem uma dimensão idêntica ao motor original 2JZ-GTE, o problema é que Nagata quis adicionar um par de turbos HKS GT2835 e um intercooler. O motor foi todo reconstruído e foram adicionadas borboletas de admissão de 80 mm. O motor debita cerca de 943 cv às 7300 rpm e 1010 Nm de binário, com a pressão de sobrealimentação nos 1,2 bares. Várias foram as peças fabricadas para todo o conjunto funcionar, além de ser convertido para cárter seco, foram adicionados radiadores de óleo e duas centralinas HKS F-Con V Pro. Acoplado ao motor está a caixa manual Getrag de seis velocidades, que se encontra num Supra original.

Outro grande problema seria a refrigeração do motor, pois restava pouco espaço para os radiadores. A solução encontrada por Nagata, foi montar os radiadores na traseira, abrindo uma conduta de ar nos pára-choques traseiros, para o ar fluir.

Para o exterior, a Top Secret desenhou uma aparência completamente diferente, com o kit designado G-Force Wangan Final Evolution. É na dianteira que se nota a maior diferença, com os novos faróis. Na traseira é possível ver que a largura foi bastante aumentada, mais concretamente em 55 mm e a frente em 33 mm. Foi adicionado ainda um aileron traseiro em carbono, para aumentar a agressividade do conjunto.

As jantes douradas são umas Volk Racing GT-F de 19”, com pneus Bridgestone RE-01R de 245/35 na frente e 275/40 na traseira. A travagem foi melhorada, com pinças GReddy de oito pistões com discos de 380 mm na frente e pinças de quatro pistões e discos de 350 mm na traseira.

O interior é mais confortável do que se está à espera, com um par de baquets da Bride. Todos os manómetros necessários foram adicionados, com um novo painel de instrumentos Défi Super Sport Cluster, assim como o sistema de navegação e de som melhorado. O lugar onda estaria o airbag para o passageiro foi alterado para albergar as duas centralinas assim como dois mostradores Neko Corporation A/F 700.

Em 2008, Nagata testou as reais capacidades do Supra V12, levando-o à pista de Nardo, em Itália, atingindo os 358 km/h de velocidade máxima. Ao longo dos anos o Supra V12 tem sido melhorado e certos pormenores são alterados. A 12 de Janeiro de 2018 o modelo foi leiloado, pela BH Auctions, sendo vendido por quase 69 mil euros.

Posteriormente, a Top Secret construiu um Supra com uma aparência idêntica, mas mantém o motor 2JZ, foi pintado de branco e pode circular na via pública.

Leave a Comment