PS preocupado com números do desemprego

O PS mostrou-se preocupado com os números do desemprego esta quinta-feira conhecidos, apesar de serem “infelizmente expectáveis”, considerando ser necessário “continuar a definir medidas de promoção ativa de emprego” e salvaguardar os postos de trabalho existentes.

O número de desempregados inscritos nos centros de emprego aumentou 37% em julho em termos homólogos e 0,2% face a junho, segundo dados divulgados esta quinta-feira pelo Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP).

Obviamente que os números que foram conhecidos hoje [quinta-feira] são números que preocupam o PS. São números que eram infelizmente expectáveis, quer no emprego quer no desemprego, face àquele momento que atravessamos”, afirmou, em declarações à agência Lusa, a deputada do PS Marina Gonçalves.

Não sendo “obviamente números simpáticos nem favoráveis”, uma vez que “são números efetivamente preocupantes”, a deputada socialista destacou “duas situações que são de valorizar positivamente”.

Por um lado, os sinais que temos de alguma desaceleração do desemprego face àquilo que são os dados dos meses anteriores —  e não do período homólogo —  e também alguma recuperação do dinamismo económico, que nos leva a crer que o caminho é efetivamente com medidas de apoio à economia, de apoio ao emprego”, enfatizou.

Para Marina Gonçalves, é preciso “continuar a definir medidas de promoção ativa de emprego” e salvaguardar os grupos nos quais se verifica mais a tendência de aumento do desemprego, como as mulheres, os mais jovens e os desempregados de longa duração.

A deputada socialista defendeu ainda o reforço das “medidas que estão em curso ao nível das políticas ativas de emprego”, para além de apoiar a salvaguarda dos postos de emprego que existem.

Questionada sobre a ideia defendida pelo primeiro-ministro, o socialista António Costa, na quarta-feira, de reconverter, com a devida formação, os desempregados do turismo para o setor social, Marina Gonçalves concordou que “esse é um dos caminhos”.

Leave a Comment