Parlamento Europeu aprova regras comuns para crowdfunding

O Parlamento Europeu (PE) aprovou esta segunda-feira regras comuns para as plataformas de crowfunding, um mecanismo de financiamento coletivo digital que junta potenciais investidores a negócios à procura de investimento, prevendo mais proteção para os que financiam.

Em nota de imprensa, o PE salienta que as novas regras “servem para fomentar campanhas de crowdfunding transfronteiriças no seio da União Europeia (UE)” e assegurar que os serviços de crowdfunding funcionem de “maneira fluida dentro do mercado interno”.

Todos os serviços de crowdfunding europeus cujas ofertas atinjam um valor máximo de cinco milhões de euros passam assim a ser abrangidos pela mesma legislação.

A lei hoje aprovada prevê também uma maior proteção aos investidores, salvaguardando-os de perdas financeiras.

Os responsáveis da campanha de crowdfunding terão agora que fornecer “informações claras sobre os riscos financeiros e eventuais cobranças” que os investidores possam ter que suportar, incluindo riscos de insolvência, realça o documento.

O pacote hoje aprovado já tinha sido negociado com o Conselho Europeu em dezembro de 2019.

O crowdfunding tem conhecido um crescimento nos últimos anos, sendo uma das fontes de financiamento privilegiadas por pequenas e médias empresas à procura de novos investidores.

Leave a Comment