Ovos em alta: tudo o que você precisa saber sobre eles

A alta do preço da carne por conta do aumento das exportações está mudando o hábito de consumo dos brasileiros. Assim, em vez de carne, os consumidores estão optando por comprar ovos, fazendo o consumo do produto bater recordes em 2019.

A substituição faz sentido. Além do baixo custo, o ovo possui alto valor nutritivo e é considerado um alimento natural. Para se ter uma ideia, enquanto o quilo de carnes como alcatra e contra-filé gira em torno de R$ 27,00 e, considerando o consumo diário de 200g, o custo por dia seria de R$ 5,40. Enquanto isso, o preço de três ovos por dia é de cerca de R$ 1,13, de acordo com informações do site Mercado do Ovo. Com isso, a economia pode ser de até R$ 4,27 por dia.

Cuidados com os ovos

Novos hábitos de consumo exigem também novos cuidados. Desse modo, a PROTESTE buscou informações para ajudar os consumidores a entender quais os pontos que merecem atenção na hora de comprar esse produto e quais as melhores formas de armazena-los.

No supermercado, é importante observar alguns detalhes. Segundo a médica veterinária especialista em segurança dos alimentos e presidente da comissão de alimentos do Conselho Regional de Medicina Veterinária do Rio de Janeiro, Isabelle Rochebois Campello, os ovos precisam ter selo de inspeção oficial, pois é a garantia que esse produto foi inspecionado e está isento de qualquer risco ou perigo higiênico-sanitário que possa afetar ou prejudicar a saúde do consumidor. “Ao comprar ovos verifique se a embalagem discrimina data de validade e dados do produtor, como nome e CNPJ”, explica Isabelle, em entrevista à PROTESTE.

Outro fator importante é observar a casca. “Nunca compre ovo com a casca suja, trincada ou quebrada”, ressalta ela.

Ao comprar ovos verifique se a embalagem discrimina data de validade e dados do produtor, como nome e CNPJ

Armazenamento longe da porta da geladeira

Na hora de guardar esse alimento em casa, os principais cuidados devem ser em relação à temperatura e ao tempo de armazenamento, pois são fatores essenciais para a conservação do produto e na manutenção das características sensoriais.

Sendo assim, eles devem ser armazenados preferencialmente na geladeira ou em um local limpo, seco e arejado. Para o correto armazenamento é importante retirá-lo da embalagem original e guardar em um recipiente limpo.

Apesar de ser constantemente guardado na porta da geladeira, esse não é o local ideal, pois apresenta uma grande oscilação de temperatura, com o ato de abrir e fechar. A médica justifica que as variações térmicas proporcionam condições perfeitas para multiplicação de bactérias como a salmonela, uma das causadora de intoxicação alimentar.”Dessa forma, é importante orientar que o armazenamento seja em prateleiras no interior do equipamento e não na porta”.

Outra dica é lavar os ovos somente no momento de utilizá-los. Isabelle explica que não é aconselhável lavá-los antes, pois a casca do ovo é extremamente porosa, permite trocas gasosas entre o conteúdo interno do ovo e o seu exterior.

Para o consumo, os ovos devem ser bem fritos ou cozidos, e como é um alimento perecível, após o preparo, deve ser conservado em embalagem fechada e sob refrigeração.


Quais os tipos de ovos e como escolher?

Existem vários tipos de ovos: ovos orgânicos, caipiras, de galinhas livres de gaiolas (“cage free”), ovos convencionais, e ovos com vitaminas. Veja qual a diferença entre eles:

Orgânicos: Na produção dos ovos orgânicos, as galinhas são criadas de forma livre e recebem alimentação com grãos orgânicos e não recebem suplementos químicos e o uso de antibióticos é só no caso de prescrição Veterinária.

Caipiras: Nos ovos caipiras as galinhas são criadas ao ar livre e recebem uma alimentação de origem vegetal, mineral e sem hormônios.

Cage free” (galinhas livres de gaiolas): As aves são criadas sem gaiolas, é um método mais humanizado que preza pelo bem-estar das aves, e estimula a responsabilidade sócio-ambiental entre os consumidores.

Convencionais: são os tipos de ovos mais comuns, as galinhas são criadas em gaiolas e alimentadas com ração convencional.

Vitaminados: As galinhas são criadas em gaiolas e são alimentadas com uma ração especial que contém ômega 3 e/ou vitamina E, por exemplo.

Sobre a coloração dos ovos, é importante ressaltar que a cor dos ovos não interfere no seu valor nutritivo. A cor da casca depende da raça da ave. As galinhas de penugem marrom produzem ovos com casca vermelha e galinhas de penugem branca produzem ovos com casca branca.

Esperamos que essas dicas ajudem a consumir os ovos da melhor forma possível.

Leave a Comment