Muralha da China – O que é, origem, arquitetura e cultura

A muralha da China é um dos maiores monumentos já construídos pelo homem na história da humanidade. Nada mais justo, do que revelar como ela se tornou esse símbolo e como é importante para cultura asiática.

Considerada uma das sete maravilhas do mundo moderno, a Muralha da China possui cerca de 21.196 quilômetros de comprimento. Tem uma altura de 8 metros e largura de 4 metros. Ademais, por conta da sua extensão arquitetônica, é possível de ser visualizada de imagens de satélites tiradas de uma órbita terrestre baixa.

Ela se inicia  na província de Gansu e termina no Golfo de Bohai. Além de percorrer um trajeto, que atravessa vales e montanhas, em 11 províncias do país. Sendo assim, a principal atração turística da China. Outrossim ela recebe, em média, mais de 4 milhões de visitantes por ano.

A sua origem e história

Em primeiro lugar, antes do país se tornar unificado, cada estado possuía sua própria muralha. Assim, a ideia de construir essa grande muralha foi do Imperador Qin Shihuang com objetivo de consolidar o seu poder. Ao passo que, isso fez com que a China se tornasse uma só para sempre.

Muralha da China: Origem, Arquitetura e Cultura.
Flickr

Essa construção foi realizada durante o período de quatro dinastias, Zhou (1046 a 256 a.C.), Qin (221 a 207 a.C.), Han (206 a.C. até 220 d.C.) e Ming (1368 a 1644).  Antes de tudo, além de proteger o país, ela ela foi construída por ex soldados de guerra, escravos e civis. Dessa forma, muitos homens faleceram por más condições de trabalho. Por esse fator, dentre 1 milhão de trabalhadores, cerca de 300 mil tiveram suas mortes associadas por esse motivo.

Em suma, a obra ficou parada durante um bom tempo, e só foi finalizada há 2200 anos. Ou seja, centenas de anos após seu início. Logo após, durante a segunda dinastia, a de Han, a construção também serviu para regular o comércio da seda em território chinês.

Arquitetura

Muralha da China: Origem, Arquitetura e Cultura.
TodoEstudo

Com uma estrutura muito peculiar e inteligente, a muralha da China teve o seu corpo construído por diversos tipos de materiais. Desde blocos de pedras até taipas, granito, calcário e tijolos. E o seu piso, também foi estruturado a partir de uma mistura de pedras, compactadas por rolos feitos de troncos. Esse processo foi realizado por no mínimo 4 camadas. Após isso, eles o pavimentaram, permitindo uma ótima circulação.

Outrossim, a ponte faz ligação entre quase mil fortes. E devido a isso, ao longo dela existem janelas e troneiras. Essas troneiras eram espaços para serem colocadas as bocas de canhão, Além de que, também existiam as plataformas para o ataque de inimigos e torres de almenara para facilitar a comunicação entre os militares, através de sinais.

Segredos da Muralha da China

Muralha da China: Origem, Arquitetura e Cultura.
SÓ TEM AQUI

As torres foram colocadas em distâncias regulares conforme a inclinação do terreno. Ao lugar de escadas, eles preferiram construir rampas para facilitar a locomoção. A muralha também possuía outros compartimentos, como alojamentos para soldados, estábulos para os animais e depósitos para armas e suprimentos.

Como percebemos, os chineses já possuíam um grande domínio tecnológico e uma incrível noção de arquitetura.  Podemos dizer que, com certeza, eram um povo a frente do seu tempo. E em vista disso, é importante que a sua cultura e história sejam reconhecidas.

Leave a Comment