Jack o Estripador, quem foi? – A história do mais famoso serial killer

  • Home
  • Biografias
  • Jack o Estripador, quem foi? – A história do mais famoso serial killer

O famoso Jack o Estripador foi um serial killer, inclusive um dos primeiros, que matou diversas mulheres. Principalmente as prostitutas. Foi em meio a criminalidade que acontecia frequentemente na estrada de Whitechapel, em East End o Estripador iniciou seus crimes.

Infelizmente, anteriormente naquela época, crimes contra prostitutas na região em especifico já eram comuns. Com isso, Jack começou a agir de fato em 1888. Costumava atacar em estradas vazias e escuras para não a oportunidade de ser visto.

Haviam vários suspeitos, mas o que mais chama atenção é que nunca descobriram quem era o Jack o Estripador. A polícia recebia várias denúncias, já que na época East End continha muita violência, racismo e xenofobia. Mas nenhum suspeito chegou a ser declarado culpado.

Jack o Estripador e seus crimes

Jack estripador, conheça o serial killer mais fomoso de todos os tempos
Fonte: Revista Galileu – Globo.com

Como mencionado anteriormente, ele costumava atacar mulheres que fossem prostitutas. Oficialmente, segundo registros que são conhecidos, Jack matou 5 mulheres. Seus nomes eram Mary Ann Nichols, Annie Chapman, Elizabeth Stride, Catherine Eddowes e Mary Jane Kelly.

Os crimes aconteceram no período entre dia 31 de agosto a 9 de novembro de 1888. Outra curiosidade sobre os casos é que os corpos de Elizabeth e de Catherine foram achados com 45 minutos de diferença.

Os casos registrados são 5 assassinatos, mas provavelmente Jack tenha feito mais vítimas durante sua trajetória de serial killer. Com isso, naquela época a mídia aproveitou-se dos acontecimentos e fez muitas especulações colocando mais 6 crimes em cima de Jack o Estripador.

A primeira dessas 6 novas vítimas seria Emma Elizabeth Smith, que foi morta em abril de 1888. E a última vítima seria uma que não foi identificada mas que acabou assassinada em 1891.

Método de execução dos crimes

Jack estripador, conheça o serial killer mais fomoso de todos os tempos
Fonte: Aventuras na História – Uol

Jack tinha métodos e características na hora de executar seus crimes, sobretudo, muito bem definidas. Geralmente, as vítimas tinham cortes profundos no pescoço, sinais de mutilação no rosto, abdômen e, também, nas partes genitais. Os cortes também eram feitos nos rins, coração e útero da vitima.

Segundo o que foi registrado naquele tempo, os crimes aconteciam sempre pela noite e aos finais de semana. A medida em que o Estripador ia matando, mais agressivo ele ficava, percebia-se isso, sobretudo, pelas mutilações nos corpos.

Acreditava-se que, provavelmente, ele usava como instrumento nos assassinatos instrumentos cirúrgicos e facas. Apesar de nunca terem achado nada com relação a armas nas cenas dos crimes. Curiosamente, apenas um avental foi encontrado em dos casos.

Como era a aparência desse serial killer ?

Jack estripador, conheça o serial killer mais fomoso de todos os tempos
Fonte: TriCurioso

De acordo com relatos de apenas duas vítimas que possivelmente o viu, Jack tinha em torno de 1,60 m. Usava bigode e jaqueta. E ao contrário do que é pintado atualmente sobre a figura do Estripador, ele não usava cartola. Seu chapéu era um deerstalker, muito usado por caçadores ingleses.

Uma das testemunhas ainda afirmou, mesmo sem ver o rosto de Jack o Estripador, que ele tinha cara de ser estrangeiro.

A frieza do Estripador

Conforme dados apontados anteriormente, Jack teria deixado três cartas. No entanto, duas delas teriam sido forjadas pela imprensa local que estava doida para aumentar mais as histórias já existentes. Ambas as cartas eram assinadas como “Jack, o Estripador”.

Jack estripador, conheça o serial killer mais fomoso de todos os tempos
Fonte: Woo! Magazine

A única que possivelmente não foi forjada pela imprensa, era assinada como “Do Inferno”. Inclusive essa carta deu nome e, também, origem ao filme em que Johhny Depp da vida ao investigador do caso.

Um dos trechos mais assustadores da carta é: “Envio-lhe metade de um rim preservado que eu tirei de uma das mulheres. O outro pedaço eu fritei e comi, foi muito agradável”.

Investigações que não deram em nada

Jack estripador, conheça o serial killer mais fomoso de todos os tempos
Fonte: Metro Jornal

As investigações recebeu inúmeros apoiadores e ajudantes. Ou seja, mais de 2 mil pessoas prestaram depoimento, mais 300 ficaram sob investigação. E 80 chegaram a ser detidas. Mas todo esse trabalho não resultou em nada.

Pois antigamente os recursos dos procedimentos forenses não tinham os recursos de hoje.Além disso, outros fatores como o talento do assassino para despistar e a violência constante. O caso não chegou a uma conclusão e muito menos em quem seria Jack o Estripador. Foi encerrado em novembro de 1891.

Jack o Estripador finalmente foi identificado

Jack estripador, conheça o serial killer mais fomoso de todos os tempos
Fonte: A Semana Curitibana

Isso mesmo, é o que aponta pesquisas feitas pelos pesquisadores Jari Louhelainen e David Miller. O estudo foi divulgado na revista acadêmica Journal of Forensic Sciences. Segundo os pesquisadores das universidades John Moores e Leeds, o assassino chama-se Aaron Kosminski.

Ele era um barbeiro de origem polonesa, teria 23 anos na época dos crimes. Contudo, é a primeira vez que especialistas sustentam a tese, sobretudo, com provas. Pois foram feitos exames de DNA. Consequentemente, é a analise mais avançada já feita no caso mal resolvido.

Foi usado um lenço de seda encontrado junto ao corpo de Catherine Eddowes. Ela foi a quarta vítima a ser atacada e assassinada pelo Estripador, em 1888.  Nesse artefato estariam materiais genéticos do famoso Jack o Estripador.

Os investigadores da época acreditavam ser sangue e sêmen, de Jack. Com isso, os pesquisadores fizeram mais exames detalhados nesse material encontrado. Por isso conseguiram encontrar fragmentos de DNA mitocondrial, ou seja, herança genética materna.

Dessa forma, tiveram que comparar aquele material com o DNA dos decentes vivos da vítima, Catherine, e do suspeito. E o resultado coincide exatamente com um atual parente vivo de Aaron Kosminski.

Além disso, o DNA afirmou que o Estripador tinha cabelos castanhos e olhos igualmente da mesma cor. Assim, como afirmou uma das testemunhas na época.

Há controvérsias

Jack estripador, conheça o serial killer mais fomoso de todos os tempos
Fonte: Jornal da Record – R7.com

Porém há quem diga que isso não é verdade. Pois por mais que tenham revelado o exame e o procedimento feito, outros especialistas acreditam que possam estar errados. Afinal, o processo feito é capaz de revelar a identidade do Estripador.

As teorias são diversas. Uns dizem que o lenço usado pode ser, basicamente, uma fralde. Outros afirmam que o exame não levou em conta outros fatores que podem alterar o resultado.

Um estudioso da Faculdade de Medicina de Innsbruck, na Áustria deu uma entrevista. E afirmou que só com o material mitocondrial não é possível indicar um suspeito.

Afinal parece que o caso ainda não tem resultado para algumas pessoas.

Leave a Comment