Irmãos Grimm – História de vida, referências e principais obras

  • Home
  • Biografias
  • Irmãos Grimm – História de vida, referências e principais obras

Os Irmãos Grimm são responsáveis por publicar uma das mais influentes coleções de contos de todo o mundo. Apesar de suas histórias definirem a infância, elas foram unidas para estudiosos da cultura alemã, como uma antologia acadêmica.

Diante das turbulências provocadas pelas guerras napoleônicas, no século XIX, Jacob e Wilhelm Grimm foram movidos por ideais nacionalistas. Assim, os Irmãos Grimm foram inspirados por alemães que defendiam que as formas mais puras de cultura estavam em histórias passadas através das gerações.

Para os Irmãos Grimm, as histórias representava a essência da cultura alemã. Mais tarde, no entanto, elas se tornariam marcos da cultura ao redor de todo o mundo. Por causa do trabalho dos Irmãos Grimm, estudiosos de vários países começaram a repetir o processo de agrupar histórias locais.

Biografia

Irmãos Grimm - história de vida, referências e principais obras
IBTimes

Jacob e Wilhelm Grimm nasceram em Hanau, no Sacro Império Romano de Hesse-Kassel (atual Alemanha), em 1785 e 1786, respectivamente. Quando Jacob completou 11 anos, o pai dos garotos morreu de pneumonia e deixou a família de seis filhos na pobreza. Graças ao apoio financeiro de uma tia, a dupla inseparável acabou saindo de casa para estudar em Kassel, durante o Ensino Médio.

Após se formarem, os dois foram para Marburg, onde conheceram o professor universitário Friedrich Karl von Savigny. Assim, os Irmãos Grimm passaram a se interessar pela história e pela literatura alemã, por meio do estudo da linguagem em textos históricos.

Em 1837, os Irmãos Grimm foram expulsos da Universidade de Göttingen por apresentarem ideias que contestavam o rei da Alemanha. Quatro anos depois, eles foram convidados pela Universidade de Berlim para cargos de professores. Ali, ambos viveram até a morte, em 1859 para Wilhelm e 1863 para Jacob.

Histórias dos Irmãos Grimm

Irmãos Grimm - história de vida, referências e principais obras
LEMO

O principal feito do trabalho dos Irmãos Grimm foi escrever histórias que já eram narradas por camponeses. Além disso, os dois estudavam documentos antigos encontrados em monastérios para preservar as tradições e a memória da Alemanha.

Apesar das pesquisas realizadas nos livros, entretanto, os irmãos também se voltaram para as tradições orais. Entre os colaboradores, estavam Dorothea Wild, que se casaria com Wilhelm, e Dorothea Pierson Viehmann, que compartilhou cerca de 200 histórias contadas por viajantes que se hospedavam na pousada de seu pai, nas proximidades de Kassel.

Os primeiros contos dos irmãos foram publicados em 1812, com o nome “Histórias das Crianças e do Lar”. Com o tempo, os contos ganharam popularidade no mundo inteiro, inclusive em filmes e animações clássicas, como Branca de Neve e os Sete Anões.

A obra teve sete edições ao longo de 40 anos, com a última tendo sido publicada em 1857. Além disso, nas últimas edições, Wilhelm já havia incluído alterações para deixar as histórias mais acessíveis para crianças, com menos partes trágicas e sombrias.

Contos importantes

Irmãos Grimm - história de vida, referências e principais obras
Southern Cross Review

João e Maria (Hänsel und Gretel)

Dois irmãos são deixados na floresta e capturados por uma bruxa que vive numa casa de doces. Visto que histórias de crianças abandonadas em uma floresta era uma tradição comum em vários contos populares da época, João e Maria pode ser apenas mais uma variação do clichê.

Rumpelstichen (Rumpelstilzchen)

A filha de um moleiro faz um acordo com Rumpelstichen, mas precisa adivinhar o nome do pequeno homem para poder ficar com o seu filho.

O Flautista de Hamelin (Der Rattenfänger von Hameln)

Uma das lendas alemãs mais populares, fala de um homem com roupas coloridas que prometeu livrar a cidade de Hamelin de ratos. Porém, já que não foi pago pelo serviço, atraiu 130 crianças locais com sua flauta.

Os Mensageiros da Morte (Die Boten des Todes)

Num dos contos mais sombrios, a Morte promete avisar a um jovem o momento de sua morte. Logo após, e homem fica doente e quando chega sua hora de morrer questiona onde estava o aviso. A Morte, então, responde: “Seu sofrimento foi o aviso”.

O príncipe sapo (Der Froschkönig)

Uma garota encontra um sapo e dá um beijo nele. Então, o animal vira príncipe e se casa com a garota.

Branca de Neve e os Sete Anões (Schneewittchen und die sieben Zwerge)

A história clássica da princesa que morre com uma maçã envenenada por ter sido inspirada na realidade. De fato, em 1533, a filha de um barão, Margareta von Waldeck, se apaixonou por um príncipe espanhol e morreu sob circunstâncias misteriosas, aos 21 anos.

Rapunzel

Apesar de popular no mundo inteiro, a história de Rapunzel é parecida com um antigo conto persa, do século XXI. Assim como na versão ocidental popular, aqui a princesa Rudāba também joga seus cabelos de um torre para receber um príncipe amado.

O sapateiro e os elfos (Der Schuster und die Wichtelmänner)

Num dos três contos compilados com o título “Os elfos”, essas criaturas ajudam um sapateiro. O trabalhador fica rico e, então, dá roupas aos elfos, que ficam livres. Mais tarde, a referência inspirou o elfo Dobby, de Harry Potter.

Leave a Comment