Helena de Troia, quem foi? História, importância e versões

  • Home
  • Biografias
  • Helena de Troia, quem foi? História, importância e versões

Helena de Troia foi, segundo a mitologia grega, filha de Zeus com a rainha Leda. Ela era conhecida como a mulher mais bela de toda a Grécia em sua época, a Grécia Antiga. Por sua beleza, Helena foi raptada aos 12 anos pelo herói grego Teseu. A princípio a ideia de Teseu era casar com a jovem, entretanto seus planos foram destruídos por Castor e Pólux, irmãos de Helena. Eles a resgataram e levaram de volta a Esparta.

Devido a sua beleza, Helena possuía muitos pretendentes. E por isso, seu pai adotivo, Tíndaro, não sabia qual rapaz escolher para filha. Ele temia que ao escolher um, os outros iriam se voltar contra ele.

Por fim, Ulisses, um dos pretendentes da moça propôs que ela escolhesse seu próprio marido. Ficou acordado que todos respeitariam a sua escolha e a protegeriam, independente de serem ou não escolhidos. Logo depois Helena escolheu o rei de Esparta, Menelau.

Como Helena se tornou Helena de Troia

Helena de Troia - Quem foi, qual a sua história e a sua importância?
Helena e Páris – Wikipedia

Ainda segundo a mitologia grega, a Guerra de Troia aconteceu porque Páris, príncipe de Troia, teria se apaixonado por Helena e raptado ela. Em seguida Menelau declarou guerra contra Troia.

Tudo começou quando as deusas Afrodite, Atena e Hera questionaram Páris qual delas era a mais bela. Afrodite conseguiu comprar seu voto ao lhe prometer o amor de uma linda mulher. Páris escolheu Helena. A moça, sob feitiço de Afrodite, se apaixonou pelo troiano e acabou decidindo fugir com ele. Além disso, Helena levou consigo tesouros de Esparta e algumas escravas. Menelau não aceitou o acontecimento, convocou aqueles que antes juraram proteger Helena e foi ao seu resgate.

Foi desta guerra que surgiu a história do Cavalo de Troia. Os gregos, em um pedido de paz, presentearam os troianos com um grande cavalo de madeira. Entretanto o cavalo escondia em seu interior diversos guerreiros gregos que, após Troia dormir, abriram seus portões para outros soldados gregos, destruíram a cidade e recuperaram Helena.

Apesar da história mitológica, resquícios arqueológicos comprovaram que realmente houve uma guerra entre gregos e troianos, entretanto não foi possível descobrir quais motivos desencadearam uma guerra.

A volta para Esparta

Algumas histórias contam que os deuses, insatisfeitos com o rumo que a guerra tomou, decidiram castigar Helena e Menelau com diversas tempestades. Seus navios passaram em diversas costas, passando por Chipre, Fenícia e o Egito. O casal levou vários anos até conseguir regressar para Esparta.

O final de Helena de Troia diverge. Algumas histórias afirmam que ela ficou em Esparta até morrer. Outras contam que ela foi expulsa de Esparta após a morte de Menelau, indo viver na Ilha de Rodes. Na ilha, Polixo, esposa de um dos líderes gregos mortos na guerra, mandou enforcar Helena para se vingar pela morte do marido.

Histórias divergentes

Helena de Troia - Quem foi, qual a sua história e a sua importância?
Diane Kruger como Helena – Pinterest

A essência da história de Helena de Troia é sempre a mesma, entretanto alguns detalhes mudam dependendo da obra. Por exemplo, algumas obras dizem que Helena era filha de Zeus e da deusa Nêmesis. Outras afirmam que ela era filha de Oceano e Afrodite.

Em seguida, existem histórias que afirmam que Helena de Troia teve uma filha com Teseu chamada Iphigenia. Assim como outras versões contam que a jovem teria se casado cinco vezes. A primeira com Teseu, a segunda com Menelau, a terceira com Páris. A quarta com Aquiles, que ao ouvir sobre a beleza da jovem, conseguiu conhece-la por intermédio de Tétis e Afrodite e decidiu se casar com ela. E por fim com Deífobo, com quem se casou após a morte de Páris na guerra.

De acordo com outra versão, Menelau e Páris entraram em um dueto por Helena, enquanto esta deveria assistir a luta. Menelau venceu a luta e, mais uma vez, Afrodite ajudou Páris, envolvendo-o em uma nuvem e o levando para o quarto de Helena.

Leave a Comment