Franquismo – O que foi, história, características e consequências

Antes da Segunda Guerra Mundial a Espanha enfrenava um dos conflitos mais sangrentos do país. Foram mais de um milhão de mortos e centenas de feridos durante a Guerra Civil Espanhola. Os conflitos só terminaram quando, em 1939, Francismo Franco tomou a liderança da Espanha instaurando no país o que ficou conhecido como Franquismo.

Assim, o Franquismo foi um período intenso de 1939 até 1976, onde o líder Francisco Franco impôs regras e ordem de um regime de dominação política. O início do Franquismo foi no mesmo ano que a Segunda Guerra começou. Como os países que eram regidos pelo fascismo ajudaram a Espanha durante a guerra civil, Francisco Franco colaborou com a Alemanha e Itália durante a guerra mundial.

Apesar dos países do Eixo terem perdido o conflito, o regime fascista continuou vigorando na Espanha após o término da guerra. Entretanto, apesar dos regimes fascistas terem sofrido forte repressão com o fim da guerra, a ditadura de Francisco não foi abalada. Dessa forma, a Espanha enfrentou trinta e sete anos do regime Franquista no país.

Características do Franquismo

Um das principais características do regime Franquista na Espanha era a repressão a grupos que se opunham ao governo. Dessa forma, a população era regida por forte dominação política. Além disso, o regime era baseado no catolicismo e no anticomunismo (clique aqui para entender o que significa comunismo).

Franquismo, o que foi? História, causas, características e consequências
Francisco Franco, líder espanhol durante o Franquismo. Fonte: archivos historia

As bases da economia eram centradas no capitalismo. Isso se intensificou com a vitória dos EUA na Guerra Fria. Porém, apesar das linhas ideológicas capitalistas, Francisco Franco não conseguiu crescimento econômico para a Espanha. Assim, o governo estava apenas focado em eliminar adversários opositores ao Estado.

Apesar do fracasso na economia, o governo de Francisco recebia apoio da Igreja e do exército. Assim, a dominação política nos três poderes (Executivo, Legislativo e Judiciário) era fácil e sem empecilhos. Além disso, a divisão dos poderes políticos servia como forma de camuflar a ditadura que estava instalada no país.

Consequências

Com o fim da Guerra Fria os EUA começaram a investir dinheiro na Espanha. Os investimentos fizeram a economia do país se elevar. Por consequência, a população inicia uma fase de desenvolvimento. Entretanto, a medida era uma estratégia para que Francisco Franco continuasse com a ditadura que vinha desde 1939. Em troca dos investimentos feitos pelos EUA, os norte-americanos puderam construir bases militares nas terras espanholas.

Franquismo, o que foi? História, causas, características e consequências
Encontro entre Hitler e Franca na França. Fonte: Socialista morena

Por fim, após a morte do ditador Francisco Franco o Franquismo chegou ao fim. Entretanto, até os dias atuais é possível encontrar defensores dos ideias franquista, apesar do regime Franquista na Espanha ter sido condenado pelas Cortes Espanholas. A condenação foi possível graças às provas contra a violação dos direitos civis e da exclusão da liberdade de expressão que a Espanha enfrentou. Além disso, qualquer manifestação referente ao Franquismo é proibida desde 2006.

Leave a Comment