Fênix – História por trás de um dos mais famosos seres mitológicos

Certamente, uma das maiores histórias mitológicas é a da Fênix. Assim, esse pássaro de fogo faz parte de diversas mitologias históricas.  Dessa forma, a Fênix é uma ave mitológica que representa os ciclos da vida, o recomeço e a esperança num futuro melhor. De origem egípcia, o mito está presente em várias culturas como a grega, romana, árabe e chinesa.

A fênix é um pássaro da mitologia grega que, quando morria, entrava em autocombustão. Assim, passado algum tempo, renascia das próprias cinzas. Além disso, outra característica da fénix é sua força que a faz transportar em voo cargas muito pesadas. Assim, havendo lendas nas quais chega a carregar elefantes. Certamente, podendo se transformar em uma ave de fogo.

Primeiramente, teria penas brilhantes, douradas, e vermelho-arroxeadas, e seria do mesmo tamanho ou maior do que uma águia. Segundo alguns escritores gregos, a fénix vivia exatamente quinhentos anos. Suas lágrimas podiam curar qualquer doença, possuía um lindo canto e ao final da vida entoava uma melodia triste.

Assim, outros acreditavam que seu ciclo de vida era de 97.200 anos. No final de cada ciclo de vida, a fénix queimava-se numa pira funerária. Certamente, a vida longa da fênix e o seu dramático renascimento das próprias cinzas transformaram-na em símbolo da imortalidade e do renascimento espiritual.

Conheça então um pouco mais de sua história.

Significado da Fênix

Fênix - História por trás de um dos mais famosos seres mitológicos
Gnosis Online

Primeiramente, para os povos antigos, a fênix simbolizava o Sol. Este que ao final de cada tarde se incendeia e morre, renascendo a cada manhã. Sendo assim, os russos acreditavam que ela vivia constantemente em chamas, por isso era conhecida como Pássaro de Fogo. Assim, diante da perspectiva da morte, ela era considerada como um símbolo de esperança, de persistência e de transformação de tudo que existe, um sinal da vitória da vida e da inexistência da morte como ela é atualmente concebida pela civilização ocidental.

Assim, a Fênix é uma ave que simboliza o renascimento, o triunfo da vida sobre a morte, o eterno recomeçar, porém sem perder a essência ao se tratar sempre da mesma criatura. Desta maneira, simboliza a vida e seus ciclos, a esperança, o fato de que é preciso dar a volta por cima nas situações adversas.

As diversas mitologias sobre a Fênix

Em primeiro lugar, muitas culturas possuem o mito de uma criatura voadora dotada de poderes mágicos. Podemos citar o dragão voador presente na cultura de vários países asiáticos ou Quetzalcóatl, a serpente emplumada da civilização asteca.

Os cristãos também utilizam o pelicano como metáfora do renascimento e do sacrifício. Afinal, esta ave, quando não tem alimentos para dar aos seus filhotes, fere-se no peito para nutri-los com sua própria carne e sangue.

Desta maneira, vemos que as aves eram usadas para explicar e simbolizar características da natureza humana em distintas sociedades.

Conheça então algumas mitologias que contam a história da Fênix:

Egito

Fênix - História por trás de um dos mais famosos seres mitológicos
Toda Matéria

No Egito, havia um pássaro chamado Bennu (ou Benu), que simbolizava a alma de Rá, Deus do Sol e possuía um templo em Heliópolis. Provavelmente, Bennu deu origem à Fênix no Ocidente, onde chegou através dos escritos do historiador grego Heródoto (484 a.C.- 425 a.C.) sobre suas viagens ao reino do Egito. Especialistas acreditam que se aparentava à extinta garça de Heron (Ardea bennuides).

Cumprido o ciclo de vida do Bennu, ele voava a Heliópolis, pousava sobre a pira do Deus Rá, ateava fogo em seu ninho e se deixava consumir pelas chamas, renascendo das cinzas. Hesíodo, poeta grego do século VIII a.C., afirmou que a fênix vivia nove vezes o tempo de existência do corvo, que tem uma longa vida. Outros cálculos mencionaram até 97.200 anos.

De forma semelhante a Bennu, quando a ave sentia a morte se aproximar, construía uma pira de ramos de canela, sálvia e mirra em cujas chamas morria queimada. Mas das cinzas erguia-se então uma nova fénix. Essa, que colocava piedosamente os restos da sua progenitora num ovo de mirra. Assim, voava com ele à cidade egípcia de Heliópolis, onde os colocava no Altar do Sol.

Roma

Fênix - História por trás de um dos mais famosos seres mitológicos
Amino Apps

Foram os escritores Tácito, Ovídio e Plínio, o Velho, que descreveram a Fênix como uma ave que era capaz de ressurgir das cinzas e cuja versão foi levada ao mundo ocidental. Dizia-se que estas cinzas tinham o poder de ressuscitar um morto. O imperador romano Heliogábalo (204-222 d. C.) decidiu comer carne de fénix, a fim de conseguir a imortalidade. Comeu uma ave-do-paraíso, que lhe foi enviada em vez de uma fénix, mas foi assassinado pouco tempo depois.

Os romanos viam na ave uma metáfora para o caráter imortal e intocável do Império Romano e chegaram a estampá-la em algumas de suas moedas. Com o surgimento do cristianismo, a fênix passou a representar a idéia de ressurreição e de vida após a morte.

China

Fênix - História por trás de um dos mais famosos seres mitológicos
freepik

Primeiramente, os chineses também possuem o mito da ave alada, denominada Fenghuang e que seria semelhante a uma águia. No entanto, a “fênix chinesa” não tem qualquer ligação com o mito ocidental. Apenas indica a boa sorte e lealdade das pessoas e a virtude de um governo. Na sua plumagem, brilham as cinco cores sagradas. Assim, são Roxo, Azul, Vermelha, Branco e Dourado.

Pérsia

Fênix - História por trás de um dos mais famosos seres mitológicos
TriCurioso

Em 1177, o poeta sufi Farīd ad-Dīn ʿAṭṭār (1142-1221) escreveu a obra “A Conferência dos Pássaros”. Assim, ele conta a saga de trinta aves que voam juntas em busca do rei Simorgh. Dentre elas, está a Fênix. Essa era um exemplo a seguir de todos que temem a morte, pois ela sabe exatamente o dia do seu falecimento e se prepara para isso.

Fênix na cultura popular

Fênix - História por trás de um dos mais famosos seres mitológicos
Tribuna

– Fênix são vistas na série As Crônicas de Nárnia de C. S. Lewis.
– Fawkes, é uma fênix de estimação de Alvo Dumbledore na série Harry Potter de J. K. Rowling.
– A fênix é representada como um bruxo que tem uma mutação genética na saga de fantasia Seres do Além de Clayton De La Vie[5].
– Fênix é uma das unidades usáveis no jogo Age of Mythology.
– Sidtri, é uma mascote do jogo Grand Chase que se assemelha à uma Fênix.
– No anime “Os Cavaleiros do Zodíaco”, Ikki é o cavaleiro que usa a armadura de bronze de fênix.
– Em Megaman X6, Blaze Heatnix é um maverick em forma de fênix.
– Phoenix é o nome de uma habilidade de summoner em alguns jogos da série Final Fantasy.
– Em Castlevania – Curse of Darkness, existe um Innocent Devil (invocações que auxiliam os “Devil Forge Masters” Hector e Isaac), que é uma fênix.
– No jogo Sonic Unleashed, uma fênix dominada pelo poder de Dark Gaia é um dos bosses.
– Em X-Men Jean Grey ou Fênix e também garota Marvel é uma personagem das histórias em quadrinhos do Universo Marvel, produzidos pela Marvel Comics.
– Na animação da Disney, Fantasia 2000, o pássaro de fogo aparece na última cena com a composição A Sagração da Primavera do Ígor Stravinski.
– É um personagem jogável no jogo Dota 2.

Curiosidades

– Apesar de a Fênix ser do gênero feminino em português, em outros idiomas, como o espanhol e o francês, é identificada como sendo pertencente ao gênero masculino.

– O mito da Fênix ganhou novo fôlego no século XXI ao aparecer na saga de Harry Potter, em videogames e séries televisivas.

– Fênix é também o nome de uma constelação.

Leave a Comment