Berlim e Frankfurt anunciam recolher obrigatório e novas restrições sociais

  • Home
  • Internacional
  • Berlim e Frankfurt anunciam recolher obrigatório e novas restrições sociais

As autoridades de saúde alemãs registaram 2.639 novas infeções em 24 horas, depois de na passada sexta-feira ter sido atingido um novo máximo diário (com 2.673 casos) desde a segunda quinzena de abril.

Na capital alemã, a maior parte das lojas, assim como bares e restaurantes, deverão encerrar entre as 23:00 e as 06:00, a partir de sábado e pelo menos até 31 de outubro, com exceção de farmácias e estações de serviço onde, no entanto, estará proibida a venda de bebidas alcoólicas no período noturno.

O município berlinense determinou ainda que, no mesmo horário, os ajuntamentos ao ar livre não podem exceder as cinco pessoas de dois agregados familiares distintos, embora o limite, durante o dia, se mantenha em 50 pessoas.

Em espaços fechados, o limite baixa de 25 para 10 pessoas, numa medida que visa sobretudo as festas em casa e festas ilegais, que as autoridades consideram como grandes responsáveis pela propagação do novo coronavírus.

Berlim atingiu, nos últimos sete dias, 44,2 novas infeções por 100.000 habitantes e concentra quatro das sete áreas com maior incidência de coronavírus na Alemanha: o bairro governamental de Mitte (com 60,9 infeções por 100.000 habitantes), Friedrichshain-Kreuzberg (com 53,5), Neukölln (com 79,2) e Tempelhof-Schöneberg (54,0).

Ainda antes de Berlim ter anunciado as novas medidas, já o município de Frankfurt tinha decidido implementar um recolher obrigatório entre as 22:00 e as 06:00, a partir de sexta-feira e durante, pelo menos, uma semana, para os estabelecimentos de restauração.

O consumo de bebidas alcoólicas fica também proibido em locais públicos, enquanto nos centros comerciais e principais ruas de comércio será obrigatório o uso de máscara.

Leave a Comment