Como controlar a gula e evitar seus efeitos nocivos?

O Dia da Gula é celebrado anualmente em 26 de janeiro. Mas não é motivo para comemoração e sim para alerta. Um hábito muito frequente entre as pessoas é recorrer à comida, especialmente ao consumo de carboidratos, em momentos de estresse, tristeza e/ou de ansiedade, o que chamamos de gula. Mas como então controlar a gula?

A especialista da PROTESTE, Fernanda Taveira, explica que essa fuga acontece porque as concentrações de cortisol se elevam na corrente sanguínea e com isso, utilizamos a comida como fuga. Na maioria das vezes, é assim que surge a gula.

“Paralelo a isso: sabe aquela sensação boa que sentimos ao consumir a comida tão desejada no auge do estresse, como por exemplo um docinho? Então, nesse exato momento ocorre um aumento do neurotransmissor conhecido como dopamina na corrente sanguínea, e consequentemente, a sensação de conforto”, destaca.

A nutricionista afirma que isso não é grave, mas pode se tornar um problema se for recorrente. “De vez em quando não é problema algum, mas se essa fuga for frequente pode gerar problemas emocionais e físicos”. Nesses casos, podem surgir algumas doenças, como obesidade, diabetes tipo 2, hipertensão arterial sistêmica, aumento do colesterol ruim, bulimia e até mesmo, depressão.

Invista em alimentos como melancia, abacate, mamão, banana, tangerina, laranja, caju,  limão, aveia, castanha do Pará, nozes, amêndoas, ovos, carnes magras, leite, cereais integrais e verduras verde-escuras.

Quais alimentos ajudam a controlar a gula?

Fernanda ressalta que o primeiro passo para evitar que essa fuga se torne um hábito, é importante consumir alimentos de forma consciente pra não cair em tentação. Uma das dicas da nutricionista para reduzir a gula é evitar os alimentos ricos em cafeína, o que irá controlar o aumento do cortisol.

Ela indica ainda o consumo de alimentos que estimulam o hormônio do humor: a serotonina. “Logo, invista em alimentos como melancia, abacate, mamão, banana, tangerina, laranja, caju,  limão, aveia, castanha do Pará, nozes, amêndoas, ovos, carnes magras, leite, cereais integrais e verduras verde-escuras”, explica Fernanda.

E-book para alimentação saudável

Para quem está buscando uma alimentação mais saudável e equilibrada, uma boa opção é o e-book Adeus, quilos a mais – Emagreça de forma segura, da PROTESTE. O livro auxilia a mudança de hábitos e ensina não só a ter uma alimentação melhor, como dá dicas de mudanças para a própria vida. Isso porque a chave para o sucesso de um plano de emagrecimento está em identificar as atitudes que levam ao ganho de peso e agir sobre elas.

Portanto, o e-book traz orientações sobre exercícios, como as melhores atividades, melhores horas para se exercitar, entre outras. Além disso, o livro mostra a proporção de alimentos por tipo que devemos consumir tanto nas refeições principais quanto secundárias. De forma prática, traz ainda cardápios para o café da manhã, lanches da manhã e da tarde.

Leave a Comment