Auschwitz – Para que servia e como era o temido campo de concentração

O campo de concentração de Auschwitz foi uma rede de campos de concentração localizados no sul da Polônia operados pelo Terceiro Reich.

É praticamente impossível falar de Segunda Guerra Mundial sem lembrar dos vários campos de concentração construídos para o extermínio dos judeus.

Os campos eram lugares fechados, separados por alas. Um dos campos mais famosos por ter exterminado, aproximadamente 1,2 milhão de pessoas, sendo o maior de toda a Europa, foi o de Auschwitz.

Assim, após a Adolf Hitler tomar o poder na Alemanha, a ideia dos campos de concentração com o intuito de exterminar grupos considerados minoritários foi colocada em prática.

A proposta era que o país se recuperasse das consequências adquiridas com o fim da Primeira Guerra Mundial. Uma delas foi a assinatura do Tratado de Versalhes que obrigava a Alemanha a abdicar de diversos benefícios e terras conquistadas.

Além disso, em 1930, o mundo enfrentava uma das maiores crises econômicas. Assim, todos os fatores influenciaram para que a Alemanha de 1930 começassem a enxergar nas ideologias de Hitler uma maneira de salvar o país.

Dessa forma, apesar de Hitler realmente ter tirada a Alemanha da crise, os caminhos utilizados por foram cruéis, radicais e questionáveis.

Auschwitz e os campos de concentração

Em 1930 a Alemanha se via em crise. Com Hitler no poder os alemães enxergavam no ditador uma forma de se livrarem do desemprego e da baixa expectativa de vida. Assim, em 1939, uma nova Alemanha surge querendo mostrar que podia ultrapassar as barreiras antes impostas pelo Tratado de Versalhes.

Auschwitz, o que foi? Características, principais objetivos, consequências
Trilhos que levavam os prisioneiros para o campo de concentração. Fonte: Time

Dessa forma, após a desobediência que envia os países da Europa, uma nova guerra tinha início. Diferente da Primeira Guerra Mundial, a guerra que se inicia estava continha mais motivos políticos e honra.

Assim, a partir de a partir de 1940 os alemães começaram a se preparar. Saldados foram treinados, campos de concentração foram criados e diversas outras alternativas criadas para o início da guerra.

Auschwitz, o que foi? Características, principais objetivos, consequências
Os dormitórios onde os prisioneiros judeus dormiam. Fonte: Viajo logo existo

Nesse sentido, o local utilizado para a construção dos campos de concentração foi a Polônia. Isso porque, o país já era território alemão. Assim, os principais campos estavam localizados nas cidades de Auschwitz e Birkenau.

Dessa forma, os campos ficaram conhecidos por fazerem parte de um dos massacres mais catastróficos da história, o holocausto. Assim, as mortes de milhares de judeus foi ordenada por Hitler durante os conflitos da Segunda Guerra Mundial.

As construções

O primeiro campo a utilizar câmara de gás foi o Auschwitz I, inaugurado no dia 20 de maio de 1940. Além disso, o campo servia como sede administrativa e possuía áreas de trabalho onde os judeus eram obrigados a trabalhar.

Em frente à construção a frase “Arbeit Macht Frei” (O trabalho liberta) ficava estampada.

Auschwitz, o que foi? Características, principais objetivos, consequências
Os portões do campo nazista em Auschwitz, na Polônia. A placa em que se lê ‘Arbeit Macht Frei’ pode ser traduzida como “o trabalho liberta”. Fonte: Guia do Estudante

Após a construção do primeiro campo de concentração, o Auschwitz II foi erguido a menos de 3 Km de Auschwitz I. Diferente do primeiro campo que possuía a função de sede administração, o Auschwitz II tinha o intuito apenas de exterminar os prisioneiros.

Dessa forma, foi o campo em que mais pessoas foram mortas. Além disso era o mais temido pelos prisioneiros judeus. Ao todo, foram construídos quatro crematórios e câmaras de gás. Assim, as construções foram responsáveis pela morte de um milhão de judeus e 19 mil ciganos.

Auschwitz, o que foi? Características, principais objetivos, consequências
Crianças atrás de uma cerca de arame farpado no campo de concentração nazista de Auschwitz no sul da Polônia. Fonte: Guia do Estudante

Além dos dois primeiros campos, o Auschwitz III foi construído para a realização do trabalho escravo. Assim, a empresa que comandava os prisioneiros dentro do campo era a IG Farben.

Dessa forma, os trabalhos começaram em 1942. Assim, além dos três principais campos de Auschwitz, outros trinta e nove campos também funcionavam para o extermínio dos judeus. Além disso, o trabalho escravo era utilizado na indústria para produção militar, metal e de mineração.

Você sabia?

  • A população alemã e o resto do mundo não tinham consciência das barbaridades cometidas dentro dos campos de concentração;
  • Antes do fim da guerra, em 1944 os nazistas tentaram esconder qualquer vestígio do que acontecia em Auschwitz;
  • Em 27 de janeiro de 1945, o exército dos soviéticos liberou cerca de 7.500 prisioneiros.
  • Hoje em dia é possível visitar as instalações onde judeus, ciganos, homossexuais, intelectuais e opositores ao regime nazista, homens, mulheres e crianças, foram exterminados aos milhares;

Curiosidade

  • Se somadas as mortes de todos os judeus, o total é maior do que as mortes de britânicos e americanos durante a guerra;
  • Por incrível que pareça, o campo de Auschwitz recebeu 1,3 milhões de pessoas durante os cinco anos em que funcionou. Sendo que desse total, 1,1 milhão de pessoas morreram;
  • Joseph Mengele era o médico responsável por realizar experimentos com judeus, além de incansáveis torturas;
Leave a Comment