A arte rupestre (do latim ars rupes “arte sobre rocha”) é o nome do movimento dado as produções artísticas do período pré-histórico. É considerada uma fonte de registro da cultura dos humanos pré-históricos, estudada por historiadores, antropólogos e paleontólogos que nos permitem compreender como se organizavam as sociedades primitivas. Este tipo de arte é encontrado em todos os continentes do planeta.

O que é a arte rupestre?

São consideradas como arte rupestre as manifestações artísticas visuais datadas na pré-história. As primeiras datações de arte rupestre são de 40 mil a.C. Estas manifestações são encontradas em cavernas e sítios arqueológicos por todo o planeta. Elas registram figuras humanas, animais, míticas, rituais e a caça de diferentes povos. Em sua grande maioria, esses registros eram pintados nas paredes das cavernas, mas também foram feitas gravuras e esculturas.

A pré-história é dividida em três períodos: o Paleolítico, o Neolítico e a Idades dos Metais. São classificados dessa forma, pois apresentam diferentes desenvolvimentos técnicos na arte rupestre e apresentam diferentes organizações sociais.

Principais características

Paleolítico

  • Naturalismo: as representações eram feitas tal qual eram vistas, ou seja, a natureza é representada da forma que o artista rupestre a enxergava;
  • Traço forte: é comum a percepção de traços forte com a intenção de dar vigor, como animais grandes, permitindo interpretar temor ou alvo da caça;
  • Pinturas feitas com o dedo ou com espécies de pincéis feitos de pelos de animais.

Neolítico

  • Estilo simples e geométrico;
  • A forma das figuras é sugerida e não representada como tal qual é;
  • Sugestão do movimento em imagens fixas.

Idade dos Metais

  • Utilização de metais, proporcionado pelo domínio do uso do fogo;
  • Esculturas com riqueza de detalhes.

As manifestações em cada período da pré-história são marcadas e influenciadas pelos modos de organização de cada povo em diferentes lugares do mundo. Essa pinturas eram utilizadas como fontes de registro para os próprios povos. Há indícios do uso de pinturas como forma de narração e como concretização de desejos e registros míticos. Cada povo utilizou de diferentes materiais e técnicas disponíveis em sua regiões e compatíveis ao conhecimento acessível em cada período.

Materiais e técnicas da arte rupestre

Bisão de Altamira, Espanha. Fonte: Wikipédia.

Para realizar as pinturas, os artistas usavam pós coloridos obtidos das triturações da rochas das cavernas, carvão, óxidos minerais, ossos cabornizados, vegetais e sangue de animais dissolvidos em gordura de animais caçados. Para as esculturas, usavam barro e posteriormente os metais.

Dentre as técnicas utilizadas, encontram-se a pintura, a gravura e a escultura. Um grande recurso empregado foi a produção de negativos para pinturas, como é o caso da Mão em Negativo e também nas formas de barro feitas para criar esculturas em metais.

Exemplos de arte rupestre para você se surpreender

As obras rupestres datam de milhares de anos atrás e suas análises permitem compreender os modos de organização social e sobrevivência na pré-histórica. Observe as diferentes formas de representação e produção dessa modalidade artística nas imagens a seguir.

Escultura Vênus de Willendorf, Áustria. Fonte: Wikipédia
Mão em negativo, Indonésia. Fonte: O Globo.
Gravura rupestre, Vila Nova de Foz Côa, Portugal. Fonte: Wikipédia.
Pintura rupestre com motivo geométrico, Parque Nacional da Serra da Capirava, Brasil. Fonte: História das Artes
Pintura rupestre Parque Nacional da Capivara, Brasil. Fonte: El País.

Os registros rupestres geram uma grande discussão entorno do significado da arte. A arte rupestre representa o real, os modos de organização das sociedades, seus rituais e seus anseios e temores.

Curiosidades sobre a Arte Rupestre no Brasil

O território brasileiro apresenta diversos sítios arqueológicos por toda sua extensão. Por meio deles, estudiosos puderam datar a presença de humanos há pelos menos doze mil anos atrás.

  • As pinturas encontradas nos sítios brasileiros apresentavam figuras antropomorfas (imagens humanas), zoomorfas (imagens animais) e geométricas;
  • O maior sítio arqueológico do Brasil é a Serra da Capivara, onde se encontra o Parque Nacional da Serra da Capivara, localizando no estado do Piauí;
  • Arte rupestre no país foi dividida em dois grupos: o naturalismo e o geometrismo;
  • Naturalismo: predominância da figura humana e animal, representações da caça, guerra e trabalhoso coletivos;
  • Geometrismo: figuras com motivos geométricos como linhas paralelas, pontos, círculos, cruzes, espirais e triângulos;
  • Existem registros rupestres preservados na Amazônia;
  • O maior número de pinturas rupestres no Brasil está no estado do Pará.

Conhecer a arte rupestre no Brasil é um caminho para mudar a própria concepção histórica que temos da arte brasileira, integrando-a com a história do restante do mundo.

Leave a Comment