Abraham Lincoln, quem foi? Biografia, decisões importantes e principais frases

  • Home
  • Biografias
  • Abraham Lincoln, quem foi? Biografia, decisões importantes e principais frases

Abraham Lincoln foi o 16° presidente norte americano, entre março de 1861 até seu assassinato em 1865.

Durante seu mandato, enfrentou a Guerra Civil Americana e aboliu a escravidão dos Estados Unidos, portanto, é considerado um dos inspiradores da moderna democracia.

Além disso, ao lado de George Washington, Abraham Lincoln é considerado um dos mais importantes presidentes americanos da história.

Biografia de Abraham Lincoln

Abraham Lincoln nasceu em uma cabana próximo a Hodgenville, Kentucky, em 12 de fevereiro de 1809, em uma família de colonos.

Como a família era muito pobre foi praticamente um autodidata e pegava livros emprestados para complementar a aprendizagem. Isso denotou uma infância de muito trabalho e dificuldades, na qual o futuro presidente teria de lutar para conseguir se sustentar e ao mesmo tempo conquistar uma educação formal.

Começou a vida profissional numa série de atividades técnicas. Foi topógrafo, agente de correio, cortador de lenha e lojista.

Além disso, em 1836 com 25 anos, passou a atuar como advogado após um longo período estudando legislatura.

No ano seguinte, sua família mudou-se para Springfield, Illinois, onde Lincoln encontrou melhores oportunidades profissionais. Em 1842 casou-se com Mary Todd Lincoln (1818-1882) e eles tiveram quatro filhos, mas apenas um viveu até a vida adulta.

Contudo, seu triste fim ocorreu no dia 14 de Abril de 1865, em Washington. Lincoln foi assassinado por John Wilkes Booth (1838-1865), um ator contrário à abolição da escravidão, quando assistia a uma peça de teatro.

Abraham Lincoln.
Fonte: Wikipédia

Início de sua carreira política

Lincoln começou sua carreira política sendo deputado estadual em Ilinois. Em seguida, concorreu a uma vaga no Congresso dos EUA em 1845 pelo Partido Republicano.

Na década de 50 inicia-se uma série de debates sobre a compatibilidade da democracia e a escravidão. Lincoln participou de vários debates com o orador e senador americano Stephen Douglas (1813-1861) sobre a escravidão. Ele defendia que era impossível ser um Estado de Direito mantendo o sistema escravista. Essas discussões o fizeram seu nome ganhar fama nos estados do Norte, mas ser odiado nos estados sulistas.

Sendo assim, o recém-formado Partido Republicano o escolheu para concorrer contra Douglas nas eleições para o Senado americano em 1858. Embora tenha perdido, se tornou líder dos republicanos e dois anos depois, em 1860, elegeu-se o 16º presidente dos Estados Unidos, sem apoio dos estados do Sul.

Imediatamente, os estados do Sul decidem separar-se do Norte e formar uma nação independente. Era o início da Guerra Civil Americana (1861-1865), ou Guerra de Secessão, um conflito que colocava em choque pontos de vista muito diferentes. Nesse ínterim, Lincoln consegue abolir a escravidão.

16° presidente dos Estados Unidos.
Fonte: Notícias VIP

Guerra Civil Americana ou Guerra de Sucessão

Quando eleito presidente, em 1860, Abraham Lincoln enfrenta um forte embate separatista.

Os onze estados sulistas – Alabama, Arkansas, Flórida, Geórgia, Louisiana, Carolina do Norte, Mississípi, Carolina do Sul, Texas, Tennessee e Virgínia – se separaram da União e formaram os Estados Confederados da América.  Enquanto o Norte queria que os Estados Unidos continuassem a ser uma única nação, o Sul pretendia que se formassem duas nações independentes.

Assim, um mês após a posse do novo presidente, começa a Guerra de Secessão (1861-1865), o mais importante conflito travado dentro dos Estados Unidos até os dias atuais.

O conflito iniciou em 12 de abril de 1861, na Carolina do Sul. Em quatro anos, 600 mil norte-americanos morreram. A guerra terminou em 9 de abril de 1865 com a vitória do norte sobre o sul.

Portanto, o verdadeiro destaque de sua biografia foi a maneira como conduziu os Estados Confederados do Sul. Seu mérito foi unir as diferentes correntes políticas do norte, conter os avanços militares dos estados do sul, e abolir a escravidão.

A Guerra Civil Americana, ou Guerra de Secessão, foi um conflito armado travado entre os estados do Sul e do Norte dos Estados Unidos.
Fonte: História do Mundo

Abolição da Escravatura por Abraham Lincoln

Mesmo com a guerra acontecendo, Abraham Lincoln tomou uma decisão que mudou a história dos Estados Unidos.

Em 1º de janeiro de 1863, emitiu a Proclamação da Emancipação, que declarava livre todos os escravos do país.

Desse modo, dois anos mais tarde, aprovou a 13ª emenda constitucional tornando proibida a escravidão no território americano.

Apesar da abolição, os afro-americanos ainda iriam enfrentar uma longa luta para serem reconhecidos como cidadãos livres.

Como exemplo, no Sul, movimentos como a Ku Klux Klan aterrorizaram gerações de negros por vários anos com seus atos violentos.

Abolição da Escravidão em 1863.
Fonte: Rede Brasil Atual

Principais frases de Abraham Lincoln

  • “Pecar pelo silêncio, quando se deveria protestar transforma homens em covardes”;
  • “Deus deve amar os homens medíocres. Fez vários deles”;
  • “Pode-se enganar a todos por algum tempo; pode-se enganar alguns por todo o tempo; mas não se pode enganar a todos todo o tempo”;
  • “Só tem o direito de criticar aquele que pretende ajudar”;
  • “Quase todos os homens são capazes de suportar adversidades, mas se quiser por à prova o caráter de um homem, dê-lhe poder”;
  • “Ando devagar, mas nunca ando para trás”.
Leave a Comment