A quem pertencem as marcas inglesas desaparecidas?

  • Home
  • Motor
  • A quem pertencem as marcas inglesas desaparecidas?

Das populares Triumph, Austin e Rover, às exóticas Vanden Plas, Jensen Motors, Jowett e Hillman, muitas marcas britânicas desapareceram no final do Século XX, umas extintas por falta de viabilidade, outras adquiridas por casas bem mais poderosas. Fomos à procura das marcas que deixaram saudade por esse mundo fora.

Austin (1905-1987)

austin_a30

Responsável por motorizar o Reino Unido no Século XX, com os modelos Seven, Mini, 1100/1300 e Metro, a Austin perdeu grande parte do seu mercado a partir da década de 70. A Austin é detida pela Shanghai Automotive Industries Corporation.

Daimler (1896-2007)

daimler_sp250dart

A par de construtores de renome como a Bentley e a Rolls-Royce, a Daimler é um dos símbolos de luxo do Reino Unido, fornecendo a monarquia desde 1902. Mas também produzindo modelos desportivos, como o SP250 Dart com motor V8. Em 1960 a Jaguar adquiriu a marca, utilizando-a nos seus modelos topo de gama até 2007. Com a passagem da Jaguar Land Rover para as mãos dos indianos da Tata Motors, a Daimler também mudou de donos.

Hillman (1907-1976)

hillman_minx_1600

Um dos maiores fabricantes do Século XX, a Hillman criou alguns dos automóveis mais importantes da indústria inglesa, tais como o Imp (1963-1976) com motor traseiro, o familiar Avenger ou o clássico Minx. Em 1967, quando a Chrysler entrou para a gerência, a marca foi esquecida e em 1979 vendida à Peugeot.

Jesen Motors (1934-1976, 1998-2002)

jensen-interceptor_003

De fornecedora de carroçarias para automóveis e camiões, a uma marca de renome na construção de GT’s – como o icónico Interceptor – a Jensen teve várias encarnações. Em 2002 a marca foi entregue a administradores de falência.

Jowett (1901-1954)

jowett_jupiter

Após a Segunda Guerra Mundial, a Jowett Cars dedicou-se a ao fabrico de automóveis desportivos, tecnologicamente avançados, como os modelos Javelin e Jupiter. Porém, em meados da década de 50 as vendas e produção começaram a minguar, levando a marca à falência.

Morris (1913-1984)

morris_minor

Em meados da década de 20, a Morris detinha 42 por cento do mercado do Reino Unido. No entanto, tamanha liderança foi esbanjada pela má gestão da BMC, British Leyland e Austin Rover. O Ital, um facelift do Marina, foi o derradeiro automóvel produzido pela marca, detida agora pela Shanghai Automotive Industries Corporation.

Riley (1890-1969)

riley_001

Tal como a Wolseley, a Riley foi adquirida por William Morris para servir como logótipo de qualidade no seu programa de diversificação das gamas. O resultado foram modelos como o Riley Kestrel, de 1968, baseado no Morris 1100. A marca é detida pela BMW.

Rover (1878-2005)

rover_sd1

A Rover é mais um exemplo de uma marca que chegou a ser referência no segmento de luxo, apenas para definhar nas mãos da British Leyland. Mais tarde, seria anexada pela dupla Honda e BMW, mas a aventura MG Rover terminaria em 2005. Actualmente pertence à Tata Motors.

Triumph (1885-2004)

triumph_herald

Muitos atribuem o encerrar de portas da Triumph – uma marca de 1921 tornada famosa pelas motos e automóveis – à maldição da British Leyland. Os últimos automóveis produzidos pela Triumph, foram os populares desportivos TR. Actualmente pertence à BMW.

Vanden Plas (1870-2009)

vanden-plas_004

Tendo começado em 1890 na Bélgica, como fabricante de carroçarias de luxo, a Vanden Plas foi adoptada por marcas inglesas como a Daimler, Bentley, Alvis e Rolls-Royce em 1913. O nome “Vanden Plas” foi comprador pela Austin após a Segunda Guerra Mundial, e utilizado para as versões melhor equipadas dos modelos Princess, 1100 e Allegro, mas também como submarca de luxo dos modelos da Rover e Jaguar. Actualmente a Vanden Plas pertence à Shanghai Automotive Industries Corporation.

Wolseley (1901-1975)

wolseley_680

Detentora de enorme popularidade na década de 20, a Wolseley foi adquirida por William Morris em 1927. A série 18-22, de 1975 foi o derradeiro automóvel fabricado pela Wolseley. Actualmente a marca é propriedade da Shanghai Automotive Industries Corporation.

Leave a Comment